Rating: 3.3/5 (538 votos)

ONLINE
1



Como é a prevenção da transmissão vertical das IST

Como é a prevenção da transmissão vertical de HIV, sífilis e hepatite B

 

Todas as gestantes e suas parcerias sexuais devem ser investigadas para IST e informadas sobre a possibilidade de prevenção da transmissão para a criança, especialmente de HIV/aids, sífilis e hepatite viral B.

 

O diagnóstico precoce (com o uso de testes rápidos) e a atenção adequada no pré-natal reduzem a transmissão vertical. A presença de IST na gestação pode afetar a criança e causar complicações, como aborto, parto prematuro, doenças congênitas ou morte do recém-nascido. 

 

Importante!

Quando realizar o teste de HIV no pré-natal?

  • 1ª consulta do pré-natal (ideal no 1º trimestre)

  • 3º trimestre da gestação

No caso de gestantes que não tiveram acesso ao pré-natal, o diagnóstico pode ocorrer no momento do parto.

Quando realizar o teste de sífilis no pré-natal?

  • Na 1ª consulta do pré-natal (idealmente no 1º trimestre)

  • No 3º trimestre da gestação

  • No momento do parto (independentemente de exames anteriores)

  • Em caso de abortamento

Hepatite B: devem-se realizar os exames para detecção durante o primeiro trimestre da gestação ou quando do início do pré-natal.  A gestante deve ser vacinada para hepatite B, quando indicado.

 

A atenção integral às pessoas com IST e às parcerias sexuais, no momento adequado e oportuno, interrompe a cadeia de transmissão dessas infecções, e melhora a qualidade de vida das pessoas. É fundamental orientá-las sobre a prevenção de transmissão e de novas infecções, os sinais e sintomas, a necessidade de atendimento em uma unidade de saúde e a importância de evitar contato sexual até que a parceria seja tratada e orientada.

 

O atendimento e o tratamento são gratuitos nas unidades de saúde do Sistema Único de Saúde (SUS). Não sinta vergonha de conversar com o profissional de saúde. Faça perguntas. Esclareça as dúvidas.

 

 


 

Fonte: www.aids.gov.br

Seja bem-vindo!

 

Essa página foi criada com o objetivo de destacar informações de relevância a promoção da saúde dos usuários/pacientes que utilizam os serviços da Estratégia Saúde da Família.

Contudo essa página não pretende oferecer soluções imediatistas para os dilemas da vida humana, simplesmente vai sugerir uma outra maneira de raciocinar sobre os conflitos existenciais do cotidiano comum da população. 

Vale ressaltar que essa é uma pagina sem fins lucrativos e não governamental.

 

Fique à vontade!

 

Edilon Miranda

COREN-ES 350768 - Enfermeiro

Especialista em Estratégia Saúde da Família pela UERJ


 Calendário da saúde




 Caderno do ACS


Sites dos Conselhos:


Sites Úteis: